Blog

Pedras Preciosas

Submitted by christophergui on Sat, 09/10/2016 - 20:57

Diamante

Origem do nome:Era conhecido pelos gregos como "inconquistável ou indomável". É a mais dura substância produzida pela natureza. A cor predominante é o incolor, pode também ser encontrado em outras cores: amarelo, castanho, verde, azul, vermelho e negro. O maior diamante foi encontrado na África do Sul em 1905, e tinha 3106 quilates, que deu origem a 105 pedras de menor tamanho.

Cosmetologia Egípcia

Submitted by christophergui on Tue, 03/23/2010 - 18:09

Os primeiros datam indícios de maquiagem do Antigo Egito, e simplesmente é o batom que conhecemos hoje, porém esse era feito de óxido de ferro. Além disso, os Egípcios aprenderam um usar diversos materiais para uma confecção de maquiagem, minerais e pedras preciosas eram a base de muitos cosméticos como o Khol que era produzido a partir da galena, como sobras coloridas feitas da trituração de verde malaquita, lápis-lazúli, rubi entre outros.

Marcel Vogel

Submitted by christophergui on Thu, 02/25/2010 - 20:16

O que aconteceria se a prova esquiva de energia psíquica fosse finalmente estabelecida? Que mudanças aconteceriam na nossa cultura se a ciência de repente cedesse na sua tentativa de compreensão como ocorreu na sua exigência de provas? Seria tal prova suficiente para despertar uma nação adormecida para o saber que ela tem se transformado através de uma deficiência parcial com força máxima?

O Poder dos Cristais

Submitted by christophergui on Thu, 02/25/2010 - 18:28

Marcel Vogel trabalhou como pesquisador da IBM durante 27 anos,em especial no campo do uso do Quartzo em aplicações eletrônicas. Depois de deixar a IBM, continuou pesquisando a utilização dos cristais de Quartzo na cura das pessoas. Fundou a Phychic Research Inc.(pesquisa psíquica),um grupo dedicado a pesquisar intensamente as energias curativas,especialmente no que refere às diversas formas de cristais. Foi,provavelmente um dos primeiros a estabelecer  uma teoria científica absoluta de que cristais têm a capacidade de aumentar o que chamamos de “sessões curativas”.